CEVA • Centro Educacional Vivendo e Aprendendo

Brincadeiras para aprender novas palavras

 

Family

Brincar é sempre uma maneira eficaz de ensinar às crianças. Quando se trata de vocabulário, não é diferente. Existem diversas brincadeiras que favorecem a memorização de novas palavras de maneira prazerosa. O melhor é que, em uma atividade lúdica, seu filho se sente em terreno familiar e absorve com mais facilidade o conteúdo proposto.

No entanto, para que a dinâmica seja bem sucedida, é importante que pais e outros adultos participem ativamente, pois são eles que vão apresentar as novas informações. Pensando nisso, conversamos com Patricia Camargo, co-autora do projeto Tempojunto, que propõe brincadeiras para filhos e pais. A seguir, ela ensina algumas atividades para fazer na sua casa, respeitando o nível de desenvolvimento do seu filho.

Quando aprende o som das palavras - até os 3 anos


Nessa fase, tudo em relação à linguagem ainda é novidade. Contar histórias, portanto, é uma boa maneira de aumentar o vocabulário da criança, além de familiarizá-la com a cadência dos sons -- processo que começa ainda na barriga da mãe. Depois, você pode convidar seu filho a pensar em diferentes palavras que comecem com a mesma sílaba (pato, panela e parede, por exemplo), fazendo mímicas para facilitar a assimilação.

Outra brincadeira interessante é sugerir que a criança imite sons que ouve em seu cotidiano, como os de animais, trens e carros, enquanto você tenta adivinhar. Atividades que envolvem a imaginação, como a narração de histórias inventadas na hora, sem a interrupção do adulto, também colocam o raciocínio para funcionar e, portanto, são boas pedidas.

Quando reconhece letras ou sílabas escritas - dos 3 aos 5 anos

As crianças dessa faixa etária já conseguem participar de jogos. Então, que tal imprimir diversas figuras e suas respectivas primeiras sílabas em cartões, misturar, e pedir que o pequeno as organize, formando os pares corretos?

Também já é possível ousar nas mímicas, empregando verbos, e ensinar a criança a completar palavras: o adulto pensa em uma e revela somente a primeira sílaba, instigando a garotada a adivinhar o que pensou.

Outro estímulo que fará os pequenos cair na gargalhada são os trava-línguas: “Três tigres tristes para três pratos de trigo.Três pratos de trigo para três tigres tristes”, ou “O tempo perguntou pro tempo quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu pro tempo que o tempo tem tanto tempo quanto tempo o tempo tem” --o desafio é válido para você também!

Por fim, é interessante recitar parlendas para crianças, que são aqueles versinhos com temática infantil. Por terem rimas simples, são facilmente memorizadas.

Quando já sabe ler ou escrever - a partir dos 5 anos

Jogos de tabuleiro, como palavra cruzada, forca e stop (adedonha) enriquecem o vocabulário e mobilizam toda a família. Cantar uma música e pedir que a criança adivinhe qual é ou criar dublagens simultâneas para filmes conhecidos também garantem a diversão. Outras alternativas desafiadoras são contar uma história em conjunto -- cada participante inventa um trecho--, recontar a história de um livro que seu filho já conheça e soletrar palavras.

 

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Os-primeiros-1000-dias-do-seu-filho/noticia/2015/11/brincadeiras-para-aprender-novas-palavras.html